Jornais

Newsletter

cadastre-se para receber novidades

1ª Plenária Nacional Virtual da CTB faz história e mostra que movimento sindical vem se levantando

Publicado em: 2020-06-23

“A CTB protagonizou a maior reunião virtual de trabalhadores e trabalhadoras no país”, declarou Adilson Araújo, presidente da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB). Um dia após a realização da 1ª Plenária Nacional Virtual dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, ocorrida neste domingo (20), o dirigente reiterou que o movimento sindical vem se levantando.

“Primeiro por reafirmar seus princípios no caso da plenária classista, reafirmar os princípios fundantes da nossa central com a defesa do fortalecimento dos sindicatos, a defesa da contribuição sindical e da unicidade contra a pulverização e divisão dos sindicatos”, explicou Adilson.


Adilson Araújo
Para Wagner Gomes, secretário geral da CTB, a plenária levantou o ânimo dos participantes. “Durante o tempo que durou a plenária mesmo sendo por webconferência cada um de nós vê o rosto do companheiro e ver as pessoas participando traz unidade”. Foram 10 horas de plenária e ao final havia um grande número de participantes, disse Wagner. “Para nós foi um salto de qualidade”, avaliou.

Internet e Redes Sociais

Adilson observou que a plenária deixou evidente a necessidade de se ampliar a articulação política com os trabalhadores e as trabalhadoras. Segundo Adilson, é fundamental dar perspectivas e previsibilidade para a classe trabalhadora. “Ainda que, no plano da pandemia, isso se dê através do melhor uso dos mecanismos de comunicação e do uso das redes sociais”.

De acordo com Ronaldo Leite, secretário nacional de formação e cultura da CTB, a realização da 1ª Plenária Virtual se mostrou acertada. “Reunir centenas de trabalhadores ao vivo de forma virtual exemplifica as possibilidades do uso das tecnologias. É fundamental intensificar estas iniciativas para levar a opinião crítica da CTB ao maior número de trabalhadores e trabalhadoras. Temos certeza de que estas iniciativas devem se multiplicar”.


Wagner completou que o êxito da 1ª Plenária virtual pode se repetir em outros encontros que a CTB ainda deve realizar neste ano. “Foi uma grande iniciativa e seguramente se continuar a pandemia nós devemos repetir. Esperamos que seja descoberta a vacina para a Covid-19, mas como temos a reunião da direção da CTB para ser realizada até o final do ano, a plenária virtual é uma possibilidade”

Protagonismo da classe trabalhadora

Todos os 26 estados brasileiros mais o Distrito Federal estavam representados na plenária que reuniu centenas de pessoas na videoconferência e outros milhares através das redes sociais. Sindicalistas homens e mulheres atentos às observações de lideranças como Flávio Dino, governador do Maranhão, Ciro Gomes, ex-ministro e ex-candidato à presidência da República e o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP).

“Quem acompanhou atentamente a plenária viu que não há caminho sem a formação de uma frente ampla”, disse Adilson. De acordo com ele, foi um momento que trouxe ganhos para a militância fortalecer o protagonismo da classe trabalhadora, também no que se refere a disputa eleitoral deste ano”, acrescentou.

A plenária possibilitou que as bases fossem ouvidas mais de perto. “E a gente pode ver que há muito disposição por parte das lideranças sindicais de não abrir mão de defender prioritariamente a vida, de defender o emprego, a renda bem como ser o porta-voz da defesa da democracia”, reforçou Adilson. A orientação é não baixar o tom acerca das medidas de proteção, saúde e segurança.

O presidente enfatizou que o cumprimento dos protocolos que salvaguardam a vida, os empregos, a reestruturação dos ambientes de trabalho precisa estar inserido no dia a dia da classe trabalhadora. “É inadmissível que diante dos números da Covid-19 os trabalhadores sejam submetidos às condições de riscos. A Plenária virtual proclamou a necessidade de a classe trabalhadora se levantar em defesa desses princípios e valores”.

Fonte: ctb.org.br